Intervenção Urbana com alunos da escola

Intervenção urbana sobre a linha imaginária
            Jovens fronteiriços reunidos em torno de cores, técnicas, criatividade e linha divisória. A experiência artística, vivenciada por uma turma de alunos da Escola Municipal João Souto Duarte, foi idealizada em uma conversa entre a professora de Artes, Kenia Duarte, e a integrante do Projeto Reino do Braguay, Maria Luisa de Leonardis. Elas tiveram a ideia de levá-los a um território imaginário, mas que de tão verdadeiro quase dá para tocar. Onde fica? É lá onde o Brasil e Uruguai se encontram, onde as culturas dos santanenses e riverenses convergem. Embora tenha muito de simbólico, esse lugar também é físico e, por isso a intervenção artística foi realizada aos pés de um dos Marcos do Caqueiro, de frente para as coxilhas pampeanas. Com a participação da artista Liana de Abreu, técnicas pré-históricas foram reunidas com Monotipía e referências do artista plástico Jackson Pollock. Além disso, elementos locais como pedras e vegetação integraram a instalação. O resultado é uma produção sobre e a respeito da linha que une e separa – escola e casa, imaginação e realidade, uma cidade e outra.
Idealização: Projeto  Braguay
Participação: alunos da Escola Municipal João Souto Duarte
Apoio Cultural: Cardio Nefroclínica, Imobiliária Paula Severo, Decor Tintas, Lojas Nelson, Espiral Comunicação e Cultura.
 
Agradecimento Especial ao apoio da Jornalista Amanda Ziani da Espiral Comunicação e Cultura

e Cultura